segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

O que é a felicidade?



            As vezes conhecemos alguém, na maioria das vezes quando não estamos procurando e nem mesmo esperando por isso, e essa pessoa nos faz novamente acreditar que não nascemos pra viver sozinhos, que apesar de as vezes nos fecharmos, numa espécie de autodefesa, para evitar sofrer novamente, essa pessoa sem fazer absolutamente nada, acaba nos cativando, chamando a atenção.

            É besteira? Não sei. Talvez seja, talvez não. Eu, particularmente, acredito que não, eu acredito sim, em encontrar alguém para compartilharmos a felicidade. Compartilhar a felicidade?

            Sim, compartilhar a felicidade, porque a partir do momento em que entendemos que uma pessoa com a qual venhamos a nos relacionar, irá compartilhar a felicidade conosco, e não ter a responsabilidade de nos fazer felizes, eu sinceramente acredito que esse relacionamento irá verdadeiramente dar certo.

            Não sou e nem tenho a menor pretensão de dizer que sou expert em felicidade, menos ainda em relacionamentos (mesmo porquê os meus foram uma merda), o que eu quero compartilhar com essa minha pequena impressão, é a opinião que fui formando a partir de tudo o que eu fui vendo e vivendo ao longo dos anos.

            Eu entendo que, somos pessoas abençoadas por Deus, somos saudáveis, temos pessoas que nos amam, sejam elas amigos, famíliares, parentes, enfim, seja quem for, temos essas pessoas, que fazem toda a diferença na nossa vida, temos nosso trabalho, estudo, enfim, uma série de peculiaridades que, por si só, podemos dizer que temos muitos motivos para ser muito felizes.

Porém, ser feliz dá trabalho, qualquer relacionamento dá trabalho. Nos dias de hoje qualquer relacionamento pode sofrer grandes ataques, principalmente os vindos das redes sociais, e por vezes é sim necessário um comprometimento mútuo para que fatores externos não façam uma grande avalanche no que foi construído com tanto esforço.
Qualquer relacionamento tem que vir, primeiramente, dos valores de cada pessoa, não há como manter um relacionamento sem respeito e sem empenho. A maioria das pessoas hoje em dia está mais preocupada com as “curtidas do instagram” do que com aquela comidinha que a esposa preparou com tanto carinho. É preciso sim valorizar, diferenciar do restante, separar num cantinho especial só da pessoa.

Familiares, amigos, colegas de serviço ou de hobbies são sim importantes, mas não podem, e não devem, ser mais importantes que a pessoa que você escolheu para estar com você uma vida toda.

Creio também que a felicidade esteja veiculada ao respeito pela vida em si, pela conservação de sua saúde e do próximo, bem como de valores éticos e morais, visto que a anarquia imposta pelas diversas mídias colocam em cheque até mesmo o motivo de nossa existência. Você está aqui para que? Para fazer o que todo mundo faz? Você se equipara a todo mundo?

A individualidade não deve ser exercida apenas deixando a esposa em casa com os filhos para sair com os amigos, ou no caso das mulheres, em deixar os maridos e companheiros sozinhos para sair com as amigas.

Todos temos uma individualidade, é verdade, e que deve sim ser respeitada, mas, isso não pode se tornar uma constante, não pode se tornar habitual. Muitas pessoas reclamam dos relacionamentos por “entrarem na rotina”, mas, o “sair da rotina” não quer dizer que tem que se deixar o companheiro ou companheira em casa, todo santo dia, ou, a cada oportunidade que surgir, para “curtir a privacidade”, “a liberdade com os amigos e amigas”. O risco de se colocar um relacionamento de fato engrandecedor em risco com atitudes assim é tamanho, e infelizmente, a maioria só percebe isso quando é tarde demais.

É certo que a individualidade deve consistir em interiorizar o que somos, assumirmos responsabilidades só nossas, como o auxílio a um parente, uma oração feita para sua família, resolver um problema que, eventualmente cai de paraquedas em nossas vidas. Enfim, exercer a individualidade de forma consciente e valente também é ser feliz e gera real satisfação para a alma.

Ser feliz também é isso, é termos a certeza que não estamos aqui para meros passeios e sim com missões bem definidas. Ser feliz é saber que tudo que se sofre não é em vão.

            Afinal, pra você, o que é a felicidade?

Cezar Jordão & Eloise Botega

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Você Já Chorou Hoje?!

Antes de mais nada, vamos nos fazer a seguinte pergunta: “Afinal, Por Que é que nós choramos?”
Choramos pelos mais variados motivos, seja por tristeza, por dor física, por medo, por saudade de alguém, que não está mais entre nós, ou simplesmente não está perto, mas também choramos por Alegria! Sim, por Alegria.
Alegria de ter encontrado um verdadeiro amor, por ter conquistado determinado objetivo, ou simplesmente pela pura alegria de viver!
Não sei o que todas as pessoas pensam, seria muita estupidez e petulância de minha parte dizer que sim, mas o que eu particularmente penso, e mais do que isso, o que eu sinto, é que quando choramos, nos mostramos da forma que realmente somos, pois ficamos despidos de toda e qualquer empáfia, arrogância e auto-suficiência, simplesmente choramos, lavamos a alma, deixamos transparecer todo o nosso sentimento e fragilidade, e por tal motivo, muitos não se permitem chorar.
Na minha opinião, um tremendo erro, tão absurdo quanto à afirmação machista e retrógada de que “homem não chora”, uma verdadeira besteira. Eu sou homem e não tenho vergonha nem o menor pudor de admitir que eu choro, e confesso, choro muito.
Já chorei pelos motivos mais inusitados, e que muitos “homens” jamais admitiriam. Por exemplo, já chorei com uma música bonita que ouvi, com uma cena de um filme que achei emocionante de verdade, e já chorei, e choro muito e praticamente todos os dias por Amor.
Muitos irão se perguntar, “mas você não está com ninguém, como pode chorar por amor?”. A esses eu posso dizer que é muito simples, ou será que por um acaso existe apenas uma única forma de Amar, ou será que existem várias? Até onde eu sei, existe o Amor Fraternal, entre uma família, que causa muita tristeza quando não vai bem, e existe também o Amor de uma Verdadeira Amizade, que eu considero a segunda forma mais pura de amor, porque em se tratando de amor, nada se compara ao Amor de uma Mãe por seus filhos.
Eu sou muito grato a Deus, pois no decorrer da minha vida já pude vivenciar quase todas as formas de amor, pelo menos eu acho, e por isto eu posso dizer, sem sombra de dúvidas, que Eu Choro por Amor sim, e a cada lágrima que derramo, me sinto mais capaz de amar, de entender quem precisa do meu amor, e isso é o suficiente para fazer de mim uma pessoa extremamente feliz!
Se estou sozinho, sim, estou, e pelo que eu tenho visto e vivido, devo ficar assim por um bom tempo, porque como eu disse no inicio, existem muitas formas de amor, e eu sinto que eu sou uma pessoa que tem uma função nesta vida, a de apaziguar o coração de quem se mostra e confia em mim, de quem vê em mim uma fonte de conforto, de tranqüilidade, e principalmente, de confiança, e por incrível que isso possa parecer para muitos, isso me basta faz de mim muito feliz.
Não estou desistindo do amor, de ter alguém a meu lado, muito pelo contrário, simplesmente acredito que quando se chega a essa percepção que eu cheguei, percebemos que precisamos muito mais do que uma pessoa com a gente, precisamos sentir que estamos fazendo bem a quem está próximo, e isso não é hipocrisia minha, eu não sou assim. Mas sinto que se posso ser bom para alguém, eu vou ser, custe o que custar.
E quanto ao choro, adivinhem, escrevi estas linhas derramando muitas lágrimas, de Alegria e Emoção, e por isso eu pergunto...

Você Já Chorou Hoje?!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Poesia Para Uma Maria...

        Maria Menina
        Maria Mulher
        Maria que ama e que chora
        Mas Maria Pouco Não Quer

        Maria Bonita
        Maria Boneca

        O Que É Maria?

        É Sinceridade e Amizade,
        É Cumplicidade e Lealdade

        Também é Leveza e Muita Força
        Sem Perder a Pureza e a Simplicidade

        Sabe ser Malícia, com encanto e Delicadeza, mas,

        O Que Quer Maria?

        Maria quer Amar, Quer SER Amada,
        Desejada, Com Certeza Ela quer Ser,
        Mas também quer ser Necessária,
        Notada Por Si Só.

        Maria Quer o Brilho do Olhar,
        A Leveza do Toque;
        A Suavidade e Ternura do Beijo, e que este seja verdadeiro.

        Mas Maria É Ainda, O Olhar Sincero,
        O Sorriso Evidente na Multidão.

        Maria Não Quer Qualquer Amor
        Maria Quer o Seu Amor!
        Mas Maria o Quer Por Inteiro, e nisto,
        Maria Quer e Pode Querer Ser Egoísta.

        Maria é Beleza e Sensualidade Natural
        Mas Maria Não é Vulgaridade, menos ainda
        Promiscuidade etc e tal.

        Maria É Inteligência, Esperteza e Sentimento,
        Sim, Muito Sentimento.

        Sabe Inocentemente Despertar Desejos, Amores, Mas
        Sobretudo, Maria Desperta a Amizade.
        Sim, a Amizade, a Verdadeira e Pura Amizade.

        Que o Futuro de Maria Seja Lindo,
        Assim Como Lindo é o Rosto Angelical de Maria.

        E que Maria Seja Verdadeiramente Amada,
        Da Maneira que Merece e DEVE Ser.

        E também que Aqueles que Desprezarem, Maltratarem,
        Ou mesmo ignorarem a Grandeza de Maria, se Arrependam.
        E que esse arrependimento seja acompanhado da certeza de que Será Tarde.

        E Ainda, Que Maria Sejas a Cada Dia Mais e Mais Linda,
        Com a Sua Meiguice Própria,
        Seu Sorriso de Bonequinha de Porcelana.

        E que Maria Olhe para essas pessoas, as que a desprezaram, e
        Não Sinta a falta delas.
        Porque Maria Merece e Terá Simplesmente Tudo e Todo o Amor,
        Amizade e Companheirismo que  Desejar!

        Que Tu Sejas Sempre Bela, em todos os Sentidos,
Petite Marmotte, Maria!

Moça

 
       MOÇA

         Linda, de olhar encantador
         Suave, com meiguice particularmente própria

         Tens a beleza natural, a qual mesmo sem intenção
         Arrebata olhares, e estes, dos mais diversos.

         Atrai olhares de desejo, volúpia, sim,
         Mas mais do que isso, atraí olhares de
         Quem vê em tua singela, porém marcante presença,
         A pureza, a bondade, a intensidade de uma mulher,
         Por vezes menina, mas ainda assim, mulher
         No verdadeiro esplendor que significa esta palavra

         Moça

         De pele macia, delicada,
         Olhar penetrante, e ao mesmo tempo inocente,
         Sorriso marcante, inconfundível,
         Jeito suave, carisma evidente, e em sua simplicidade
        Eternamente Linda
        És tu, Moça.

        Que me fez ver e querer saber mais, sempre mais, de ti,
        Que mesmo sem perceber, ou querer,
        Tomou para ti meu coração

        Por ti já chorei, sim, eu confesso,
         Já me fizeste também o mais feliz dos homens, e isto,
        Pelo simples fato de sorrir para mim
        Dar-me um beijo inocente e totalmente despretensioso no rosto,
        Com todo o seu charme, elegância e encanto,
        Sempre bela, És tu
        Moça.

        De formas únicas, para este que escreve, perfeitas,
        De cabelos sempre perfumados, inesquecíveis.
        Mas também, de personalidade forte, capaz de mostrar força, literalmente,
        Mas com Firmeza e Justiça.

        Que sejas sempre LINDA, em toda a sua essência e formosura
        E também,
        Que este que escreve possa, quem sabe um dia,
        Olhar-te nos olhos e dizer
        “Como é bom ter a ti comigo, minha Bela e Adorada
         Moça”


terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Dizem que ela vem...

Dizem que ela vem para lavar a alma,
Dizem que vem para purificar...
Na verdade, não sei se o que dizem é real, mas sei que pra mim, ela sempre vem como um bom sinal.
Sinal de novos tempos, sinal de boa nova,
Sinal de que nem tudo esta perdido, e que por mais que tudo pareça perdido, sempre teremos a chance de recomeçar.
Muitas vezes ela vem violenta, com raiva mesmo,
Mas também pode vir mansa, com a leveza de um carinho.
Sua força é capaz de fazer energia, que nos dias de hoje é tão buscada, e acaba por provocar muitos conflitos, mas mesmo assim, ela ainda é livre, indo e vindo, sem aviso, agindo conforme sua própria vontade.
Em sua homenagem já foram feitas várias musicas, danças, tudo para que ela sempre seja farta.
O que resta ao homem, único bicho que destrói o ambiente onde vive, é saber respeitar sua força, e mais que isso, saber respeitar a natureza como um todo.
Quando ela chega com a violência e força destruidora que lhe é peculiar, muitos a amaldiçoam, como se a pobre tivesse culpa dos estragos que acaba por provocar.
Mas ainda chegará o dia em que veremos a harmonia retornar ao nosso “mundinho perfeito”, e ai veremos sua plenitude.
Veremos ela lavar, de fato, a alma de todos nós, purificar a nossa vida, tão sofrida, e renovar os ânimos, trazendo paz, e quem sabe, dias melhores para todos.
Querem saber quem é ela?
É fácil, olhem para os céus, e saberão...